ESCOLA DE MÚSICA DE BARUERI
 
 
 
 
 
 
Estudar música
 
  ...uma questão de inteligência  
     
 

Tocar um instrumento ou cantar é uma atividade que além de ser muito prazerosa, torna o ser humano mais inteligente!

Platão já dizia que “... a música é o instrumento educacional mais poderoso que existe ...”.

Estudos realizados há  mais de dez anos concluíram que a música excita os padrões cerebrais e realça o seu uso em tarefas de raciocínio complexo como: matemática, engenharia, xadrez, medicina .... 
....

Acredita-se que “o som” faz com que o cérebro construa circuitos neurais onde se absorve mais palavras.
...

A música também ajuda pessoas com problemas de aprendizado da linguagem, como foi comprovado por cientistas da Califórnia, EUA, que ajudaram crianças entre 5 a 10 anos que estavam atrasadas de 2 a 3 anos no aprendizado da linguagem. Fazendo exercícios 3 horas por dia utilizando sons produzidos por computador, conseguiram recuperar 2 anos de atraso na linguagem em apenas 4 semanas

....

A revista “Neurological Research” publicou em 1997 um resultado de 2 anos de experiências dirigidas pelo psicólogo Dr. Francis Rauscher e pelo físico Dr. Gordon Shaw, onde comparavam os efeitos do tratamento musical e não musical no desenvolvimento intelectual das crianças. As crianças que faziam aulas de música estavam 34% acima nos testes de habilidades tempero-espacial em  relação às crianças que não estudavam música. Obtiveram resultado semelhante nos estudantes universitários que simplesmente ouviram uma sonata de Mozart. 

Pode-se concluir que estudar música:

·   Melhora a capacidade para compreender conceitos matemáticos e científicos.
·   Melhora as notas nos vestibulares (como foi concluído no teste de aptidão escolar).
·   Melhora o comportamento e a atitude.
·   Melhora a leitura, concentração e raciocínio.
·   Preenche o tempo de uma maneira saudável, mantendo as pessoas mais afastadas do álcool e das drogas.

Sabe-se que o cérebro mantém a capacidade de aprender por toda a vida, esta é uma boa notícia para os mais idosos que pretendem manter seu cérebro “funcionando” de uma maneira saudável. Mas lembrem-se, quanto mais cedo melhor!

Comece hoje dando o primeiro passo. Ouvir, ouvir e ouvir a boa música. Desligue a TV, o video game e cante com seus filhos também. Não precisa entender de música para dar o primeiro passo, apenas ouça e sinta!

 

 
  Sandra Vecchio Kison